Topo

Notícias

Camilo apresenta pontos da proposta para aumentar o financiamento da saúde pública

09/Dezembro/2014
Increase_font Decrease_font

Com larga faixa de isenção, contribuição atingiria apenas 1,2% da população.

O governador eleito Camilo Santana apresentou nesta terça-feira (09), em João Pessoa (PB), durante ‘Encontro com governadores do Nordeste’, uma proposta inicial para o financiamento da saúde pública, que prevê larga faixa de isenção.  

“É importante ressaltar que defendemos que somente 1,2% da população brasileira pague esta contribuição. Ou seja, apenas a população mais rica do Brasil, que tem como movimentação financeira valor superior a 15 salários mínimos, pagará a nova contribuição”, destacou Camilo, em entrevista coletiva na chegada ao evento.


A nova proposta ter
á ainda os seguintes pontos: recursos exclusivos para a Saúde; não será submetido à Desvinculação de Receitas da União; repartição com União (40%), estados (35%) e municípios (25%) conforme critério de rateio dos fundos participação dos Estados (FPE) e Municípios (FPM); e os recursos serão adicionais à aplicação do mínimo obrigatório já previsto constitucionalmente de 12% para Estados e 15% para municípios. 

Outros pontos serão repassados aos governadores eleitos durante a reunião de hoje em João Pessoa e novos tópicos poderão ser incluídos após o encontro. 

Fonte: Assessoria de Comunicação do Governador Eleito Camilo Santana