Topo

Notícias

Assembleia Legislativa comemora Dia do Educador Social

18/Setembro/2013
Increase_font Decrease_font

Homenagem foi solicitada pelo líder do Governo na Casa, deputado José Sarto (PSB).

A Assembleia Legislativa realiza, nesta quinta-feira (19/09), às 15h, no Plenário 13 de Maio, sessão solene para celebrar o Dia do Educador Social. A solenidade foi solicitada pelo líder do Governo na Casa, deputado José Sarto (PSB).

Em seu requerimento, o parlamentar afirma que o educador social torna-se cada vez mais emergente, devido à complexidade da sociedade atual, que passa por uma enorme vulnerabilidade social em nível individual e comunitário, mas também por existir uma enorme desresponsabilização das questões sociais, nomeadamente no agravamento da pobreza, descriminação social e outras questões.

Plenário 13 de Maio

“Por essa razão torna-se eminente a intervenção desse profissional que trabalha com e para todos, sendo a sua atuação fundamental para capacitar os atores sociais de competências pessoais, sociais e profissionais, de forma a obterem a autoconfiança necessária para se tornarem autônomos e, consequentemente, terem uma melhor qualidade de vida”, defende Sarto.

O líder destacou que a profissão de educador social é bastante polivalente, visto que o técnico pode intervir com as várias faixas etárias, tais como crianças, jovens, adultos e idosos, e em diversos contextos, como o social, cultural, educativo e econômico.

“No fundo, o educador social é considerado um agente de mudança e adquire um status profissional semelhante ao dos outros educadores, com uma exceção que passa por efetuar a sua intervenção, na maioria das vezes, em situações extraescolares e recorre a uma educação não formal. É um profissional polivalente, pois adequa a sua intervenção ao espaço e situação com que se depara no dia a dia”, salienta o parlamentar.

Durante a solenidade, serão homenageados, entre outros educadores sociais, Maria Verônica dos Santos, funcionária da Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS); Francisco Evandro Sousa, da Unidade de Semiliberdade de Sobral; José Adriano Cruz Saraiva, instrutor de arte e ofícios em Juazeiro do Norte; Emanuel Acrízio de Freitas, educador social do Centro Educacional Dom Bosco; Aluísia Trindade da Silva, do Programa Família Defensora da Secretaria de Cidadania e Direitos Humanos, e Sandra Vinhas Araújo, coordenadora do projeto Social Sementes da ICA (Prossica).  

Fonte Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
E-mail: agencia@al.ce.gov.br Twitter:@Assembleia_CE