Topo

Notícias

Sarto acompanha visita de embaixador e investidores sul-coreanos a São Gonçalo do Amarante

11/Junho/2013
Increase_font Decrease_font

Prefeito Cláudio Pinho apresentou os potenciais econômicos do município e os projetos da atual gestão.

O líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado José Sarto (PSB), participou nesta segunda-feira (20) da visita do embaixador da Coreia do Sul no Brasil, Bom-Woo Koo, acompanhado de uma comitiva formada por representantes de oito empresas sul-coreanas, ao município de São Gonçalo do Amarante, localizado na região metropolitana de Fortaleza.

O parlamentar acompanhou a visita dos sul-coreanos a convite do prefeito Cláudio Pinho (PSB), que apresentou aos investidores e agentes públicos as grandes indústrias instaladas nos municípios, os potenciais econômicos da região e o projeto de desenvolvimento industrial que a atual gestão tem para o município.

Os sul-coreanos estiveram na Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP). A instalação desse empreendimento deve dar emprego a 15 mil trabalhadores e ainda gerar mais outros 8 mil empregos indiretos. Quando estiver em funcionamento, a siderúrgica deve ter uma produção de 6 mil toneladas por ano, gerando 4 mil empregos diretos e 10 mil indiretos.

“Com a instalação desse empreendimento teremos, em dez anos, em termos econômicos, praticamente um novo Ceará”, avaliou Sarto.

Durante a reunião, o prefeito Cláudio Pinho destacou a Zona de Processamento de Exportação (ZPE) de Pecém, localizada a apenas 5 quilômetros do Porto e falou da Usina Termelétrica, que na primeira fase de funcionamento terá capacidade instalada 700 megawatt de potência ao ano e, na segunda fase, 1.16 gigawatt. Ainda sobre a produção energética, ressaltou a existência de um parque eólico no município e o potencial de geração de energia solar.

Cláudio Pinho expôs ainda um plano de construir um aeroporto internacional de cargas e passageiros em São Gonçalo do Amarante com investimento da iniciativa privada.

O prefeito tratou do projeto de desenvolvimento que sua gestão tem para o município, primando pela descentralização econômica com a criação de distritos industriais e de serviços. A ideia é que os habitantes do município possam morar, estudar e trabalhar em uma mesma área, evitando grandes deslocamentos e contribuindo para uma cidade mais sustentável.

Para que isso se concretize, uma das iniciativas, por exemplo, será buscar expandir a atuação empresarial para o distrito de Croatá, para onde já existe, inclusive, intenção de grupos educacionais de instalarem faculdades, contemplando até mesmo outros municípios da região.

Esse projeto da atual gestão prevê também o estimulo à produção agrícola, aproveitando o rio Curú – rio perene que corta o município em mais de 20 quilômetros de extensão. A ideia é implantar uma agricultura orgânica voltada para o abastecimento local, mas também para exportação, tendo em vista a facilidade de acesso ao porto do Pecém.

O embaixador da Coreia do Sul no Brasil, Bom-Woo Koo, ficou otimista com o que viu e ouviu em São Gonçalo. “Fiquei impressionado com a dimensão de tudo que já foi feito”, disse durante a reunião na sede de São Gonçalo. Ele se comprometeu a aplicar esforços para ajudar a prefeitura o sucesso do projeto que se pretende concretizar no município. O embaixador afirmou que percebeu uma relação direta das potencialidades de atração de novas indústrias relacionadas a Companhia Siderúrgica do Pecém e  que as visitas e reuniões deverão consolidar novos investimentos e novas parcerias na região.